Promoção!

Branca de Neve e os 700 Anões

7,90 3,00

Escrito em 1962 por José Vilhena (desenhador, artista plástico e cartoonista, e “cliente” habitual da PIDE, sendo os seus álbuns vendidos clandestinamente). Com alguma carga pornográfica, José Vilhena não perdia uma oportunidade para ridicularizar o regime. Neste caso da “Branca de Neve e os 700 anões”, para além da história que contava, havia uma alusão a Américo Tomás, com a sua farda branca de almirante. surgira uma piada popular que designava o presidente e o seu séquito por Branca de Neve e os sacanões e terá sido desse dito que Vilhena partiu para mais um álbum proibido.

Em stock

Categoria: Etiqueta: