Promoção!

Costa Gomes

6,90 1,00

Francisco da Costa Gomes nunca teve dúvidas de que era melhor estratego militar e matemático do que político. Mesmo assim, o último marechal português decidiu ser político na altura em que o país vivia um momento crucial da sua História, o pós-25 de Abril. Já depois do fracasso do golpe militar de 1961 (no qual esteve envolvido), que tinha como objectivo derrubar o Estado Novo, foi destacado para missões militares em Moçambique e em Angola. Em ambas conseguiu reduzir a actividade guerrilheira, dois grandes triunfos que fizeram dele “o melhor comandante de teatro de operações” que Portugal teve em toda a guerra colonial. E foi esta extraordinária actuação que lhe mereceu a nomeação para o mais alto cargo da hierarquia militar portuguesa: a chefia do Estado-Maior General das Forças Armadas. Enquanto presidente da República as suas principais preocupações foram assegurar o cumprimento do Programa do MFA, a descolonização, a participação de Portugal na NATO e o desenvolvimento da política externa portuguesa. Não se recandidatou à Presidência nas primeiras eleições
presidenciais de 1976, que conduziram o general Ramalho Eanes ao poder, tendo-se afastado por completo da vida política.

Em stock