Promoção!

Marcelo Caetano

6,90 1,00

Marcelo Caetano foi a consciência crítica do regime que ajudou a fundar. Foi-o desde o início, usando por vezes de alguma irreverência contra Salazar e o seu Governo. Por essa razão ganhou fama de liberal e tornou-se fonte de esperança para muitos; contudo, na hora de tomar conta do poder, acabaria por decepcionar os seus apoiantes, não ousando dar os passos inequívocos que esperavam dele. Quando nasceu, em 1906, na cidade de Lisboa, o país vivia os derradeiros anos da Monarquia Constitucional, afundando-se o velho regime em irremediável crise. A República estava para chegar. Seria entre os adeptos do Integralismo Lusitano que o jovem Marcelo Caetano iria descobrir o seu caminho político e pela mão de Teotónio Pereira aproximou-se do Ministério das Finanças. Na pasta da Presidência, Marcelo Caetano será o mais vigiado e controlado dos ministros. A sua acção política seria conturbada até que apresentou a demissão de todos os cargos, incluindo o de membro do Conselho de Estado, voltando à sua Faculdade de Direito. Regressou ao Governo, chamado pelo presidente Américo Tomás, para a difícil missão de receber o legado de Salazar.

Em stock