Promoção!

Roteiros Republicanos – Madeira

6,99 1,00

No dia 7 de Outubro não se hasteou qualquer bandeira em São Lourenço, embora no dia anterior tivesse sido transmitido às unidades militares o telegrama do ministro da Guerra, sendo a republicana hasteada na fortaleza de Santiago, quartel da Artilharia. A bandeira fora hasteada às 9h30 com salvas e não às 8 horas, conforme a ordenança. Pelas 11h30, uma força de Infantaria 27 saiu do quartel do Colégio armada e, de baioneta calada, dirigiu-se para junto da fortaleza de São Lourenço, estacionando no Largo da Restauração, frente à porta da mesma fortaleza, onde se encontra hoje o Museu Militar. Em breve outra força saía do mesmo quartel do Colégio para o mesmo local. Estas forças não haviam aceitado o comando de qualquer oficial e não responderam aos apelos do capitão Henrique Luís Monteiro para regressarem à unidade. O jovem Gregório Pestana Júnior, recém- -nomeado administrador do concelho, aparecia entretanto e, subindo a um dos bancos do passeio público, apelou à ordem e prometeu resolver a situação. Dirigindo-se à Rua João de Tavira, trouxe do Governo Civil uma bandeira, que entregou ao tenente Vasconcelos e que foi de imediato hasteada.

Em stock