Promoção!

Roteiros Republicanos – Portalegre

6,99 1,00

A notícia da revolução triunfante chegou a Portalegre às 18.30 horas de dia 5 de Outubro de 1910. O Intransigente inseria uma nota intitulada “Que há em Lisboa?”, noticiava a morte de Miguel Bombarda, que estava em marcha uma revolução e havia uma bandeira republicana hasteada no Barreiro. Grupos de populares soltando vivas à República começaram a concentrar-se junto ao Governo Civil. Baltasar Teixeira entrou no edifício e hasteou na varanda a bandeira republicana, pronunciando uma breve saudação. Forma-se então um cortejo em direcção aos Paços do Concelho, onde se repetiu idêntica cerimónia. A banda dos bombeiros juntou-se à multidão tocando “A Portuguesa”. Da Praça do Município saiu uma manifestação que percorreu as principais ruas da cidade, levando o povo Baltasar Teixeira e José de Andrade Sequeira em triunfo, gritando vivas e lançando foguetes. A imprensa calcula os manifestantes em quatro mil. No Centro Democrático de Portalegre teve lugar uma sessão de regozijo, usando da palavra Frederico Porto, Baltasar Teixeira, Francisco Brito e Diogo Vitorino Testa.

Em stock